O Ministério Público (MP) Estadual do Rio de Janeiro vai investigar supostas irregularidades em visitas recebidas pelo ex-governador fluminense Sérgio Cabral, no Presídio Bangu 8, no complexo penitenciário de Gericinó (Bangu).

Cabral foi preso no final do ano passado, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro e, segundo o MP, teria recebido visitas de parlamentares fora do horário permitido para visitantes.

O MP informou que um promotor da área de Tutela Coletiva do órgão vai analisar os relatórios da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária com as informações sobre as visitas recebidas pelo ex-governador e verificar se houve irregularidades.

Caso isso seja confirmado, será instaurado um inquérito civil para apurar responsabilidades de deputados estaduais e agentes penitenciários. Se houver necessidade de investigar deputados federais, o caso será encaminhado ao Ministério Público Federal.

Share